Harry Potter Pride RPG 4.0 - HP Forum
Membro? >> Faça Login
Visitante? >> Bem vindo! Registre-se e começe a jogar!

Harmsworth St 16

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Lord Voldemort em Seg Fev 13, 2012 8:30 am

Tom sangrava. O corpo mole e frágil doía intensamente. Mas alguma coisa estava errada. Aquele que um dia fora o mais terrível bruxo do mundo agora só lamentava o ataque de um estranho. Sua mente não queria aceitar aquilo. Ele era e sempre seria o Lorde das Trevas. Ele, o estranho, é quem devia estar sucumbindo de medo.

-Acha mesmo que tudo vai ser assim, tão fácil? - disse Tom se levantando. -Você pode ser o rei do seu universo perfeito, mas no meu mundo, as coisas são diferentes!

Ele colocou a varinha na frente dos lábios e com uma arfada longa e volumosa, inflou uma serpente de fogo enorme que ia saindo aos poucos da varinha. Logo todo o ex-cômodo ficou tomado por ela, que em seguida saiu pelo corredor, caçando o intruso.


__________________


I'm the legend. I'm the power. I survived two wars. And I'll live forever.
avatar
Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort

Mensagens : 1675
Masculino Respeito às regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo - interior

Registro Bruxo
Personagem: Tom Marvolo Riddle Harrington
Nível: 25
Casa de Hogwarts: Sonserina

http://hapotter.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Desconhecido em Ter Fev 14, 2012 11:19 am

Observei a enorme serpente de fogo que surgiu a minha frente. Finalmente Tom havia demonstrado algum poder, ao invés de se encolher e fugir como um pirralho mimado. Mas ainda assim, nada que fosse dar tanto trabalho. O ataque poderia ser considerado lento, já que não era tão difícil se esquivar do gigantesco monstro de fogo. Mas havia de assumir que era um poder imenso, ousaria dizer até amedrontador. Mas convenhamos que Tom necessitaria de muito mais se quisesse me parar.

- Então finalmente resolveu lutar, não é seu bruxo imprestável? - Dizia conforme escapava da serpente de fogo por ele conjurada. O sorriso sádico voltava ao meu rosto - Talvez você não seja tão fraco quanto eu imaginei. Quem sabe ainda não há algum vestígio de maldade aí dentro. Sim... isto tudo é apenas uma grande mentira, Tom. Você sabe que ainda é aquele terrível monstro que matou diversas pessoas, um monstro que a um tempo poderia ser respeitado. O que houve com você, eu não sei, mas não ache que pode me enganar com essa aparência de bom moço. Você é um assassino, tão perverso quanto eu.

As risadas histéricas fugiram mais uma vez de minha garganta e finalmente estava encurralado pelo ataque de Tom. Com um aceno rápido da varinha, realizado o feitiço Partis Temporous, abriu-se uma brecha permitindo que eu escapasse, rápido como um vulto negro. Tão rápido que foi tarde para Tom notar que já estaa atrás dele. Ao se virar num movimento desesperado para tentar um ataque, já era tarde para ele.

Apontei a varinha para Tom de modo brusco, realizando um feitiço estuporante, o arremessando novamente para outro canto da casa. Ao perder a sua concentração, era provável que o feitiço que havia realizado iria desaparecer. Me aproximei do corpo caído de Tom, que tentava se mover com dificuldade. Quem estava cercado desta vez era Tom. Por um momento tive vontade de acabar com tudo logo de uma vez, mas resolvi observar qual seria a próxima ação de Tom. Ainda havia muito tempo para diversão.
avatar
Desconhecido
Desconhecido
Desconhecido

Mensagens : 4
Masculino Respeito às regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 10/02/2012
Idade : 39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Lord Voldemort em Ter Fev 14, 2012 12:43 pm

-Embraquium! - bradou Tom surgindo por trás do desconhecido.

O homem voou contra uma parede próxima, parando de braços abertos, sentindo uma pressão imensa em cada membro. Ele estava afundando na parede, que agora rachava ao contorno do corpo. Mas ele ainda teve tempo de ver o corpo de Tom caído no chão se desfazer em serpentes.

A dor era enorme, mas o homem parecia gostar. Seu rosto exibia mesclas de dor e prazer ao mesmo tempo. Tom foi se aproximando, e a intensidade do feitiço aumentando.

-Qual é o seu problema? Gosta de sentir dor?
- a têmpora de Tom estava elevada. Seus olhos de repente ficaram frios. Ele estava perdendo a cabeça? O homem ria incontrolávelmente. -OLHE PRA MIM!

O feitiço chegara a um nível insuportável.

__________________


I'm the legend. I'm the power. I survived two wars. And I'll live forever.
avatar
Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort

Mensagens : 1675
Masculino Respeito às regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo - interior

Registro Bruxo
Personagem: Tom Marvolo Riddle Harrington
Nível: 25
Casa de Hogwarts: Sonserina

http://hapotter.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Desconhecido em Seg Fev 20, 2012 12:29 pm

Ah... o desespero. Aquele momento em que eles finalmente se dão conta que não podem escapar da morte. Então resolvem combatê-la com suas últimas esperanças. Mas eu ainda posso ouvir o medo na voz deles, ainda posso escutar as batidas aceleradas de seus corações. Ah, o medo...


Aquela dor que para muitos seria agonizante me dava uma enorme sensação de prazer. Dor... é isso que todos precisam provar.

-Qual é o seu problema? Gosta de sentir dor? - Tom gritava em um tom de desespero. Ficava furioso ao ouvir minhas gargalhadas, mesmo estando preso. - OLHE PRA MIM!

- Corajoso sem dúvidas é aquele que deseja ver os olhos do assassino. Mas se essa é real mente sua vontade...

Com um pouco de esforço fui capaz de me livrar da magia de Tom. Eu podia ouvi-lo, a sua respiração ofegante ao observar que suas magias não eram o suficiente contra mim. E aquele medo me deixava cada vez melhor.

- Então olhe nos meus olhos, Tom. VEJA A MORTE ATRAVÉS DOS MEUS OLHOS. - Um aceno da varinha e o corpo de Tom estava praticamente imóvel. Lentamente ele vinha andando a minha direção, com a guarda baixa. Fazia um bom tempo desde a última vez que havia usado Imperius.

Por fim ele permaneceu parado e fiz questão de me aproximar. Minhas mãos
voltavam a segurá-lo pelo pescoço o enforcando. Permiti que ele visse meus olhos, e naquele momento vi o terror em Tom como nunca havia visto antes. As risadas histéricas retornaram enquanto ele permanecia amedrontado. O joguei no chão com a ajuda das mãos.

- Vamos lá, continuar com as brincadeiras... o que acha, caro Tom? - As risadas lentamente pararam e voltaram a ser o sorriso cínico de sempre - Crucio

Deitado no chão, Tom agora se contorcia. Seu corpo se debatia enquanto ele tentava lutar contra a agonizante dor da maldição. O sorriso em meu rosto aumentou ao vê-lo ali, caído e sofrendo como um verme.

avatar
Desconhecido
Desconhecido
Desconhecido

Mensagens : 4
Masculino Respeito às regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 10/02/2012
Idade : 39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Lord Voldemort em Qua Abr 11, 2012 9:59 am

[Tum-tum]
O que é a dor? Uma sensação desagradável que percorre o emaranhado de células e tecidos que compõe o frágil corpo humano? Uma prova de quanto se pode aguentar em condições não favoráveis à vida? O que é a dor se não a pior coisa a se sentir?

[Tum-tum]
O corpo de Voldemort, agora Tom Riddle, já não era mais o mesmo. Estava farco, podre, semi-morto. A situação era humilhante, aquele homem desconhecido, debochando dele, colocando sua “humanidade” à prova.

[Tum... tum]
Por que era tão difícil suportar aquilo? A dor, a ridicularização, o medo. Era aquele o fim de Lord Voldemort?

[Tum... tum]
“Vamos Tom, levante-se!” Uma fagulha, uma simples fagulha deu início ao incêndio. “Você tem que reagir!” A maior descarga de adrenalina já sentida por seu corpo disparou em todas as partes, atingindo os órgãos em sua totalidade. “Acabe com ele!” Seu braço alcançando a varinha.

[Tum...]
“ACABE COM ELE!”

Lentamente, o corpo de Tom começou a se mover, mesmo contra a vontade do Desconhecido, que ainda mantinha o feitiço ativo. Mas mesmo assim, ele não esboçou qualquer reação. Parecia esperar por aquilo. Depois de alguns longos segundos, Voldemort estava de volta.

-Vejo que ainda pode aguentar mais. - disse o desconhecido.

Tom o encarou, com o antigo olhar assassino. Estava disposto a tudo, a partir de agora.


-Você invadiu minha casa, destruiu minhas coisas e feriu minha honra. - disse ele friamente. -Mas isso termina agora. Se é lutar que você quer, então é o que terá.

-Há! - disse ele rindo. -Ótimo, vamos ver quem cai primeiro!
Os dois se encararam, o poder mágico fluindo violentamente de seus corpos. E então, em sincronia, os dois agitaram a varinha um contra o outro.

Os dois feixes de luz se encontraram no meio do caminho, criando um único. A força dos feitiços era tanta que fazia o resto do assoalho rachar. Nenhum dos dois parecia querer ceder.

Então, o Desconhecido quebrou o elo dos feitiços, dissipando-se em uma névoa negra, que logo subiu ao andar superior. Tom não o perdeu de vista e saiu voando atrás dele.

Ambos disparavam feitiços um contra o outro, solidificando o corpo e logo depois retornando ao estado fantasmagórico. Por fim, voltaram ao lugar onde era a sala de estar, destruída, e seus feitiços chocaram-se novamente no ar, gerando um barulho ensurdecedor.

-Vamos lá, Tom! Mostre seu verdadeiro poder! - disse o Desconhecido ao mesmo tempo que os feitiços cessaram.

O chão começou a tremer. O céu escureceu e irrompeu em relâmpagos. O ar ficou rarefeito e gelado. O Desconhecido conhecia aquela magia. Ele não poderia deixá-lo realizar o feitiço.

Tudo aconteceu muito rápido. Quando ele gritou “Avada Kedavra!”, Tom gerou um globo de luz branca ao redor de seu corpo, que rapidamente se expandiu, destruindo tudo o que encontrava à frente, como uma bomba atômica. Logo, a casa inteira explodiu, não ficando nenhuma parede em seu lugar.


Minutos depois, cerca de cinquenta metros dali, o homem Desconhecido abriu os olhos. Se sua defesa não tivesse sido ativada a tempo, ele estaria morto. Tentou em vão recolocar o osso quebrado da perna esquenda de volta, mas foi em vão. O rosto coberto de sangue e fuligem observou o lugar onde antes havia uma casa. Tom não estava à vista.

-Desgraçado! Tinha isso escondido na manga o tempo todo. Pena que ainda não aprendeu a usar direito. Mas por hora vou deixá-lo viver. Você ainda não está pronto.

E com um aceno de varinha, desaparatou.
-----------------

No meio dos escombros, Tom ainda respirava. A mão direita, ainda presa por uma parte da parede não conseguia ajudar o corpo a se reerguer. A dor agora recomeçava a fluir. Se ele não agisse logo, iria morrer. E embora estivesse relutante, aquela era a única opção.

Da ponta da varinha, um ponto de luz brilhante saiu, e então, voou em direção ao sul. Aquele patrono precisava ser ouvido o mais rápido possível.

E, com o fim da batalha, o céu finalmente desabou, com uma chuva gélida e amarga.

__________________


I'm the legend. I'm the power. I survived two wars. And I'll live forever.
avatar
Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort

Mensagens : 1675
Masculino Respeito às regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo - interior

Registro Bruxo
Personagem: Tom Marvolo Riddle Harrington
Nível: 25
Casa de Hogwarts: Sonserina

http://hapotter.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Dave Eklundh Harrington em Qui Abr 12, 2012 4:17 pm

Aparatei para a casa de Tom, foi quando observei.

- Ao menos deveria haver uma casa aqui.

Corri até os destroços e consegui ver um braço perdido sobre os escombros. Com alguma ajuda de magia, consegui retira-lo dali. Ainda respirava, mesmo que mal. Estava desmaiado, mas a situação me intrigava. O que teria acontecido? Uma luta provavelmente, mas por que?

E então notei que Tom aos poucos acordava.

__________________

Sophie Turner & Maisie Williams - Suas lienndas -q /o/
avatar
Dave Eklundh Harrington
Execução de Leis da Magia
Execução de Leis da Magia

Mensagens : 296
Masculino Respeito às regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 13/03/2010
Idade : 27

Registro Bruxo
Personagem: Preencha aqui o nome completo do seu personagem
Nível: 0
Casa de Hogwarts:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Lord Voldemort em Qui Abr 12, 2012 4:29 pm

-Dave... - disse Tom com a voz fraca.

-Dave...

-Fale logo! - disse Dave me protesto. -Que diabos aconteceu aqui?

-A-aaart, p-p-preciso vê-lo...

-Ver quem? Não entendi nada, droga.

Tom fechou os olhos. O cansaço e a dor eram demais pra ele.

-Não vá morrer agora, Tom! Acorde seu miserável!

-A-arthur, me leve até ele.

E fechando os olhos por definitivo, apagou.

__________________


I'm the legend. I'm the power. I survived two wars. And I'll live forever.
avatar
Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort
Fundador Lord Voldemort

Mensagens : 1675
Masculino Respeito às regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo - interior

Registro Bruxo
Personagem: Tom Marvolo Riddle Harrington
Nível: 25
Casa de Hogwarts: Sonserina

http://hapotter.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Harmsworth St 16

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum