Harry Potter Pride RPG 4.0 - HP Forum
Membro? >> Faça Login
Visitante? >> Bem vindo! Registre-se e começe a jogar!

O Prisioneiro das Trevas[Aventura/Comedia]

Ir em baixo

O Prisioneiro das Trevas[Aventura/Comedia]

Mensagem por Nico W. Potter em Dom Jun 05, 2011 8:44 pm

Ae quanto tempo povo ..Very Happy
bom,estou escrevendo um livro e quero saber a opinião de vocês si ficar bom eu tentarei publicala.
o livro si chama "O prisioneiro das Trevas" é só o primeiro livro da minha serie chamada "Mundo Diferente"
-----------------------------------------------------------------------------------------------------


Título: O Prisioneiro das Trevas
Ano: 2011 - ? [em publicação]
Autor: I. Santos
Gênero: Aventura; Comédia(espero)
Classificação: Livre
Sinopse:A muito tempo havia varias historias sobre os magos, diziam que os magos eram os seres mais forte do mundo, o mais conhecido deles era Merlin, o mago da floresta.
Milênios depois a historia de um menino é contada,seu nome é Derion Wolfric, um menino de doze anos que mora com seu irmão na Inglaterra,ele sofre maus bocados,mais um dia isso muda.
Derion descobre que é um mago,e é chamado para a escola de feitiços e magia de Merlin,um escola que para chegar a ela tem se passar por um lugar bem exótico.Nesse local Derion conhece muitos amigos e com eles ocorrem muitas aventuras.

Spoiler:

Capitulo 1
_Derion, dessa vez você não irá escapar, terá o mesmo destino de seus amigos - Disse um homem encapuzado, com um sombreamento que não permitia a visão de seu rosto, usava um, sobretudo negro - Dessa vez você morre.
O homem veio para cima de mim com sua espada de lamina larga, seu brilho ofuscante distraiu-me, e quando menos percebi, já havia sido atacado.
_Adeus Derion- continuou o homem. Minha vista começou a escurecer e a única imagem que via era a do homem, até que, escureceu tudo.
Bleem!Bleem!Bleem!Tocava o despertado, acordei suado e assustado, era a quinta vez que tenho esse estranho sonho, desde o meu aniversário de onze anos.
Deixe-me apresentar, meu nome é Derion Wolfric, tenho doze anos, nasci no Brasil, um país muito lindo, mas há alguns meses me mudei para Inglaterra, junto ao meu irmão, Douglas W. Ele é o Maximo, viemos morar aqui graças a ele, ele é cientista, esta pesquisando algumas coisas aqui, nunca me disse sobre o que.
Ele é muito parecido comigo, cabelos negros, olhos escuros, pele clara (só que os olhos dele são mais claros), e ele é muito mais alto que eu e, não queria dizer isso, mas, ele é meio gordo -Risada- ele tem 20 anos, e por ser um cientista universitário ganhou uma bolsa em uma faculdade daqui.
_Acorda Derion!- Gritou Douglas do andar de baixo- já esta na hora de ir para escola.
_Já vou!Já vou- Respondi sonolentamente, um sonho como aquele valia mais que uma xícara de café, mesmo sonolento não tive coragem de dormi novamente, aquele homem me dava muito medo.
Arrumei-me e desci até a cozinha.
_Toma, seu café- disse Douglas me entregando uma xícara de café e uma sacola com meu lanche - Vai logo, o ônibus esta esperando.
_Ta, obrigado –agradeci- você irá sair hoje?
_E o que você tem haver com isso?-Perguntou ele com um tom de ignorância.
_Nada só perguntei-respondi. vi que ele não falaria, então sai.
Quase todo dia Douglas está saindo e só volta muito tarde, ele diz que esta estudando com seu professor, uma vez eu vi uma pasta com o titulo “O mago Merlin”.
Bom, se você não sabe quem é Merlin, peço quer pare de ler isso imediatamente, você não deve ler isso, pois daqui para frente ele será citado varias e varias vezes, mas, si insiste em ler, irei explicar.
Merlin (ou Merlim) era um mago, profeta, conselheiro e grão-druida. Teve sua primeira aparição no século X, e segundo a lenda ele é filho de uma freira com um íncubo (demônio da Idade Média). Merlin herdou a beleza da mãe e a inteligência do pai. Ele também foi citado em vários livros como a historia do rei Arthur e os Cavaleiros da Távola redonda.
Lembrou-se?Bom, dizem que Merlin morreu junto a Vivien sua amada em frente a uma arvore de carvalho, e essa arvore um dia mudaria minha vida.
Chegando ao Ônibus, o mesmo que sempre acontece quando você é novo, todo mundo ti encara, você sente um frio na barriga, acha que todos ti odeia e tenta ficar na sua. Bom não é diferente aconteceu o mesmo comigo.
Quando entrei no Ônibus.
_Ora, ora, um gringo no nosso ônibus?-provocou um menino sentado na ultima cadeira do ônibus. Sabe, todo lugar sempre tem um valentão que se acha, bom na minha escola não tinha que faltar, bem que eu queria- Iae como vai o trafico lá nos morros do seu país?
Olhei para ele com muito ódio, não porque alguns lugares de um país acontecem algo que o país todo é culpado, mas não é porque acontecem desgraças que não pode haver coisas boas, depois pensei como ele ficou sabendo sobre o rio, não quis começar uma briga nem nada, mas, não me controlei.
_Olha,nem sei, pergunte a sua mãe, fiquei sabendo que ela trabalha em um bar de lá - respondi o insulto o insultando também. Depois pensei na burrada que acabara de fazer.
_Huuuuuuuuuu... -Caçoaram todos os alunos.
_Como é que é?-perguntou ele com uma cara de porco, na verdade ele até que parecia mesmo um porco, gordo, ruivo, roupa suja, e um rosto mal-encarado.
Ele avançou pelo corredor como um touro preste a chifrar um toureiro, ele queria me bater, obvio. Mas, por um estante ele foi parado por um homem alto e forte, era o motorista do ônibus.
_Ei, nada de briga no meu ônibus - disse o motorista segurando o menino.
_Ele que começou- Mentiu o menino-cara de porco.
_Ham? Eu?-respondi confuso. Será que ele ia acreditar nele?
_Não me importa quem começou ou não - Disse o motorista- Sente-se agora ou juro que levaram uma suspensão.
_Sim senhor- dizemos ao mesmo tempo.
Ele foi si sentar, mas vi que ele disse algo, não deu para escutar só deu para ver seus lábios, não sei ler lábios nem nada mais eu reconheci aquela palavra de imediato, ele disse “Você esta morto”.
Olha que sorte primeiro dia de Aula e já tenho um inimigo.
Chegando à Escola...
Quando desci do ônibus não esperava outra, o menino desceu já me empurrando e quase cair.
_Ei, cuidado - Resmunguei.
_Ham?Falou comigo?-Ignorou o menino.
_Não, falei com a sua avó, idiota - Caçoei.
_O que você disse?-perguntou ele, como sempre com aquela cara de porco sujo.
_Foi o que você ouviu – respondi.
O Animal... Digo o menino avançou para cima de mim com muita brutalidade, quase me atinge no rosto, si não fosse por um homem alto, com cabelos grisalhos e usando óculos, ele tinha segurado a mão do garoto e apertava com muita força.
_Professor?-Olhou o garoto para o rosto do homem. Assustado deu um passo para traz.
_O que você ia fazer á esse menino Ícaro?Pelo que vi, parecia que ia agredi-lo, estou correto?-Afirmou o professor olhando para o garoto.
_Não professor, estávamos apenas brincando, e...eu...eu não ia bater nele mesmo,era...era só brincadeira - Gaguejou o menino.
_Sei!- Disse ele- mas, vejamos o que esse menino tem a diser- disse ele com o braço estendido para me ajudar.
Peguei na mão dele e ele me levantou.
_Obrigado Professor - Agradeci, mas logo percebi que o professor falara comigo antes.
_E então, diga-me. Vocês estavam mesmo brincando?-Perguntou o professor.
_É..é –Gaguejei um pouco e pensei,si eu dizer que não,ai serei caçado pelo resto do ano,si eu dizer sim acredito que mesmo assim ele continuará a me bater,pois achará que tenho medo dele,então optei a primeiro sugestão-Não, ele tentou me bater mesmo professor,e antes disso me ameaçou do ônibus.
_Isso é verdade Ícaro?Ele parece está falando a verdade, si estiver, quero que venha comigo até minha sala, tenho uns assuntos á resolver com você- disse o professor.
_Mais é claro que não é verdade professor, ele é novo, está mentido é claro- Mentia o menino.
_Ha sei!Venha logo não tenho o dia todo- disse o professor puxado o garoto pelo corredor á dentro.
Fiquei feliz por dentro, meu mais novo inimigo será punido por seus atos, mas, acho que um dia ele virá atrás de min., mas por enquanto, aproveitei que estava livre e fui conhecer a escola.
Primeiro fui a um lugar que parecia um pátio, fechado piso encerrado e com vários alunos por todo lado, depois passei por um corredor que dava com as salas, passei por todas elas e cheguei à cantina, alguns alunos comiam,sai da cantina e sai por uma porta dei de cara com a quadra por um triz não levei uma bolada, o menino que chutou si aproximou.
_Cara, desculpa aí – Desculpou-se ele- Não vi você aqui, você é novo não é?
_Não foi nada não, eu que fui o errado – Disse – sou sim, acabei de chegar á escola, estou no país há pouco tempo também.
_Há, Prazer em conhecê-lo sou o Gustavo, estou na 8ª serie, bom, seja bem vindo á escola ,ela é bem legal, estou aqui desde o primário- cumprimento-se ele.
_Hum. Prazer sou o Derion- cumprimentei.
_Derion?Nome estranho, você é de que país?-Perguntou ele.
_Bom, sou do Brasil, mais nem todo mundo de lá tem o nome como o meu. -respondi.
_Então tá, bom, tenho que voltar ao futebol, si um dia quiser jogar passa aqui- disse ele si afastando.
Olha, parece que estou melhorando, primeiro dia conseguir um inimigo e até um amigo, meu dia ta ficando cada vez melhor só faltava conhecer uma menina...
Logo quando me virei para a saída da quadra dei de cara com alguém.
Olhei para á pessoa e vi uma menina linda com cabelos negros olhos escuros com muito brincos nas orelhas, ela era linda, parecia ser roqueira pelo eito de si vestir,ela caiu na minha frente meio desajeitada ela começou a si levantar.
_Desculpa - dizemos ao mesmo tempo.
_Não, que isso eu que fui o culpado - disse tentando me desculpar enquanto catava os livros dela.
_Não, eu que não olho por onde ando, me desculpe - ela pegou seus livros e si levantou.
_Você não esta de Uniforme, - Observou ela- você por acaso é novo?
_Sou sim, me chamo Derion Wolfric- Disse estendendo a mão.
_Prazer, Jessye Welligans- ela apertou minha mão com a mão direita enquanto segurava os livros com a mão esquerda.
_Você é de que sala?-Perguntou ela.
_Hum... Deixa-me ver-disse tirando uma folha de papel do bolso-Aqui diz Sexta “E”.
Ela teve uma expressão de assustada, depois de um sorriso tímido.
_O que foi disse algo errado - Assustei-me, nem percebi, mas estava vermelho.
_Não é nada - respondeu ela- é que estamos na mesma sala, você conhece já a escola toda?
_Não eu estava justamente fazendo isso – respondi – até que quase fui atingido por uma bola.
_Há.. Isso acontece sempre - disse ela olhando para a quadra- vem eu ti apresento a escola.
Ela me puxou pela mão e me levou corredor adentro, eu estava tão feliz acabo de completar 2 amigos e 1 inimigo, é parece que estou com vantagem.Então sai pela escola junto a Jessye.
podem comentar aqui msm to com preguissa de criar outro topico.Very Happy

Nico W. Potter
1º lugar: Melhor Designer
1º lugar: Melhor Designer

Mensagens : 631
Masculino Respeito às regras :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 21
Localização : Castelo de Hogwarts...

Registro Bruxo
Personagem: Preencha aqui o nome completo do seu personagem
Nível: 0
Casa de Hogwarts:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prisioneiro das Trevas[Aventura/Comedia]

Mensagem por Nico W. Potter em Dom Jul 31, 2011 3:06 pm

Spoiler:

Capitulo Dois


Após conhecer a escola junto a Jessye, fomos para a sala de aula, a sala 14 do 2º andar 6ª E.
Enquanto andávamos pela escola, nos conhecemos muitos, e por algum acaso quando eu olhava para Jessye me sentia com o rosto corado e meu coração batia em um ritmo acelerado, minha pela formigava e minha respiração falhava, se aquilo era amor, eu esperava não “Morrer”.
Chegando à sala.
_É essa a sala?- disse a Jessye apontando para a sala 14.
_Sim- respondeu Jessye - Essa mesma. Vamos entrar?
Entrei na sala meio sem graça, um pouco envergonhado, pois quem não fica no primeiro dia de aula?Então Jessye pôs a Mão em meu ombro para me consolar. Não deu muito Certo.
_Oi gente – desse Jessye a todos da turma- Esse aqui é o Derion, ele é novo na sala, sejam legais com eles viu?
Alguns deles Olharam-me meio torto, mas alguns deles foram até gentis.
_Oi Derion - disse poucos alunos.
_Seja bem vindo Cara- disse um menino que acara de levantar, era um pouco mais alto que eu, parecia ser um pouco mais amigável que o resto da turma- Eu dou Erick Jiechtenstien, Prazer em conhecê-lo- disse entendendo a mão.
_Oi prazer- disse apertando a mão dele.
_Então você é o novo namorado da Jessye? –disse outro menino que estava no fundo da sala, ele disse com tom meio irônico, mal percebi, mas estava ficando corado. Jessye ficou um pouco nervosa.
_Huff- ela virou a cara - Deixa de ser chato Fellipe, acabamos de nós conhecermos somos apenas amigos.
_Amigos? Sei - disse ele ironicamente novamente, parecia que ele só sabia falar com tons irônicos - Tá, ta, eu acredito, só estava zuando um pouco contigo.
Ele deu umas risadas.
Der repente um Homem Alto entra na sala, todos se sentam menos eu, pois não tinha um lugar para sentar, Olhei para ele e percebi que ele era o Professor que me salvara do menino com cara de Porco.
_Bom dia Queridos alunos- disse ele alegre.
_Bom dia professor- disse a turma de uma vez.
_Ora, vejo que temos um aluno novo - disse ele olhando diretamente a mim.
_Sim, me matriculei ontem na escola – disse envergonhado, peguei minha folha na minha mochila e levei a ele. Era minha transferência- Aqui está a transferia professor.
_Hum...deixe-me ver- ele pegou o papel e começou a ler em voz baixa, e finalmente disse- Brasil é? País muito bonito. Já o visitei algumas vezes, e como fala nossa língua?
_Ha...fiz alguns cursos de línguas- respondi um pouco constrangido- sei falar cinco idiomas, quatro tirando o meu.
O professor pereceu admirado, e disse.
_Temos um poliglota na sala- deu uma risada- e, que idiomas você sabe?
_Eu falo, Português, inglês, Espanhol, Frances e Japonês, eu estava aprendendo latim, mas, é uma língua mais complicada de se falar.
Ele bateu palmas, e Jessye também. O resto da turma ficou calado.
_Bom – disse ele sentando-se em sua cadeira- Infelizmente você não usará essa sua habilidade em minha aula, fora falara nossa língua, pois, sou o professor de matemática.
Ele pegou um Giz e escreveu no quadro:
“Matemática, Professor Edy f.” e colocou a data.
_Agora, sente-se rapaz- disse ele apontando para uma cadeira vazia no fundo, ela ficava ao lado da cadeira de Jessye- irei começar minha aula agora.
Peguei minha mochila e caminhei até o final da sala.
Sente-me e Jessye murmurou algo:
_Fica calmo, ele é o professor mais legal da escola, parece que gostou de você.
_Gostou foi?- fiquei meio sem jeito- É ele até me salvou hoje de um garoto- murmurei bem baixinho- Um garoto chamado Ícaro quis me bater, não quis brigar no primeiro dia, mas por sorte, ele o levou para direção.
_Ícaro?- disse ela- um meio gordo que parece um porco?
_Sim esse mesmo.
_Huff- disse ela com uma cara feia- sorte a sua, e azar também.
_Azar? Por quê?
_Não duvido nada, que ele irá atrás de você depois, tome cuidado – alertou ela.
O professor Pigarreou.
_Silencio turma, tem dever no quadro, quem não copiou copie, é matéria de prova.
Então eu e Jessye pegamos nossos cadernos sobre a mesa e começamos a copiar.
Era um dia bonito e eu esperava que nada de ruim acontecesse.

Nico W. Potter
1º lugar: Melhor Designer
1º lugar: Melhor Designer

Mensagens : 631
Masculino Respeito às regras :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 21
Localização : Castelo de Hogwarts...

Registro Bruxo
Personagem: Preencha aqui o nome completo do seu personagem
Nível: 0
Casa de Hogwarts:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prisioneiro das Trevas[Aventura/Comedia]

Mensagem por Nico W. Potter em Sab Ago 27, 2011 1:30 pm

Continuação do Capitulo 2:
Spoiler:
Como eu queria está certo, meu dia estava indo muito bem, mas por azar, nunca tenho um bom dia, pelo menos não por completo.
Após as aulas acabarem, vou para frente da escola junto a Jessye pegar o Ônibus.
Um ônibus amarelo escolar aparece e nos pega, nós entramos e sentei no fundo e ela em uma cadeira a minha frente, não me sente com intimidade o suficiente para sentar junto a ela ainda.
Der repente, Ícaro sobe no ônibus e me ver, ele me encara, todos olham para traz e se assustam, eu olho em volta e tento ver o que a de errado, ele vem para cima de mim, e então Jessye me puxa pro lugar junto ao dela.
_Você ta loco?- murmurou ela. Ícaro sentou onde eu estava, e sua turma ao seu lado.
_O que eu fiz dessa vez?
_Sentou no lugar do Ícaro, na verdade o lugar não é dele, mas ele gosta de sentar lá, e quem senta lá ele bate até não poder mais.
Meu coração acelerou se não fosse por Jessye eu teria que brigar com ele dessa vez, e acho que El já ta com raiva suficiente para dar um soca na minha cara.
_Então... Muito obrigado, te devo essa- agradeci.
_De nada- ele deu um sorriso, ela ficava mais linda ainda sorrindo.
Então o ônibus passou alguns quarteirões e Jessye se levantou.
_O que foi? – perguntei.
_Aqui é minha é minha casa- disse ela e então o ônibus parou. - bom, te vejo amanhã.
Ela me deu um beijo na bochecha e desceu do ônibus.
Meu coração acelerou novamente, pensei que se continua assim, eu teria um infarto.
Sua Casa era enorme, e sai dali um Garoto com Cabelos Cacheados que usava óculos, usava um brinco de argola pequeno na orelha (Já sei de onde ela talvez tenha aprendido a usar isso), Ele a abraçou depois a mandou entrar, com um som bem baixo, pois eu estava no ônibus, e ouvir ela dizer “Ortis que dia você vai para Kambsweev?” , ele olhou para os dois lados como se fosse assaltar um carro, e mandou ela ficar em silencio com os dedos, então ambos entraram na casa.
Acho que esse tal Ortis, era irmão dela, ou parecia ser familiar, pois eles eram parecidos.

Chegando em Casa...
_Cheguei – disse alto.
Entrei em casa e não havia ninguém, estava sozinho, fui até a cozinha e peguei um copo de leito e fui para meu quarto, subindo as escadas olhei para a janela, dava para ver o por do sol das colinas ao longe, até que, um vulto der repente passar pela janela, me assusto m pouco, era negra, uma sombra para ser exato, não era a primeira vez que vira vultos, mas não gostava de velos, dizem que são espíritos maus que vagão por ai, eu não acredito em tal coisa.
Cheguei ao meu quarto e liguei meu computador, quando iniciei apareceu “Você tem uma Nova Mensagem” abri a mensagem e levei outro susto, uma mensagem muito estranha estava no meu e-mail.
“Fuja, Você está correndo perigo, não deixe que ele te encontre, ele irá matá-lo, fuja o mais rápido possível, FUJA”
Meu coração acelerou, estava morrendo de medo, aquilo era um ameaça ou um aviso? , de qualquer forma alguém não queria que eu estivesse ali.
Parei um pouco para pensar e cheguei à conclusão que poderia ser um trote, alguém que não gostasse de mim na escola, que não eram poucos, deitei-me na cama e adormeci.
_Derion, Derion, Corra- dizia uma voz na escuridão- Ele irá te pegar, fuja logo, não se preocupe comigo, vá para um lugar seguro.
Parei um segundo e percebi que a tal voz era minha mãe.
_Mãe?Cadê você? Fugir de quem? E por quê?- Eu fazia muitas perguntas, estava realmente confuso, porque estava li, porque minha mãe falava tais coisas.
_Ele está vindo Derion, Sai logo daqui, ele virá atrás de você.
_O que? Quem?
_O Necro...
Der repente acordei Assustado, já era de manhã, eram Seis e meia. Faltava meio hora para ir para escola, eu estava perturbado. Por que minha mãe queria que eu saísse daqui? Por que aquilo não me parecia um simples sonho? E porque estou tendo esses sonhos estranho.

Nico W. Potter
1º lugar: Melhor Designer
1º lugar: Melhor Designer

Mensagens : 631
Masculino Respeito às regras :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 21
Localização : Castelo de Hogwarts...

Registro Bruxo
Personagem: Preencha aqui o nome completo do seu personagem
Nível: 0
Casa de Hogwarts:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prisioneiro das Trevas[Aventura/Comedia]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum